sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Parabéns, Londrina!!!

Hoje, dia 10 de dezembro, nossa querida Londrina completa 76 anos! Vou publicar para vocês o texto que escrevi para a edição especial de aniversário que o JL preparou para hoje. O jornal chamou a todos na semana retrasada para que enviassem histórias e contos falando da cidade, e o meu texto foi publicado!!! Mas, como havia um limite de letras para colocarem no espaço do papel impresso, eles editaram algumas partes... assim, aqui vocês podem conferir o texto na íntegra, ok? Fica registrado aqui o meu agradecimento ao JL, muitíssimo obrigado!!!

Londrina... faltam 24 anos!

Nem parece, né? Uma cidade tão nova, que cresceu e ganhou o seu espaço no Paraná, no Sul, no Brasil e, por quê não, no mundo também? A "capital mundial do café" sempre orgulhou a todos nós, pés-vermelhos. Não somos mais a "3ª maior do Sul", mas continuamos honrados com a "capital do Norte". Tantos títulos, tantos apelidos, tantos sobrenomes fizeram da nossa querida "pequena Londres" uma bela história de convivência dos pioneiros desbravando a sua terra e até de complacência dos novos filhos com os maus tratos e os escândalos políticos nas últimas décadas...

A "cidade menina" é a metrópole de todos os londrinenses, nascidos ou que escolheram viver nessa terra roxa. Todos os filhos que adotaram essa grande jovem mãe já se adequaram a ter o colarinho da camisa sempre marrom ao final do dia, ou a escutar as reclamações com as meias encardidas, afinal, não há alvejante que as limpe - aliás, as empresas de propaganda de sabão em pó poderiam fazer uma edição especial só para Londrina, seria o "produto do século"! Brincadeiras à parte, para os mais antigos, fica a lembrança de ver o "limpa-pé, chora-paulista" na entrada do comércio.

A terra vermelha, o nosso maior símbolo do passado, hoje está coberta por inúmeros loteamentos, avenidas e arranha-céus, somos uma das 10 maiores cidades verticais do mundo, considerando o número de prédios em proporção ao número de habitantes. Vemos a zona rural totalmente modificada, o café deu lugar aos campos de soja. O nosso belo cartão postal, o Lago Igapó, virou "cinqüentão" ano passado e continua a embelezar a cidade, apesar do assoreamento precoce... Parques preservam a mata nativa exuberante que cobria toda a região, da famosa figueira-branca do Bosque às perobas-rosas no campus da UEL... mais símbolos.

O quê são 24 anos que faltam? Londrina completa 76 anos e agora é a contagem regressiva para o "centenário pé-vermelho"! O quê queremos para a juvenil metrópole daqui pra frente?

É com esse espírito de renovação e, ao mesmo tempo, valorização da história, que iremos conseguir sucesso nos nossos sonhos. A cidade é nova e cresceu muito rápido, não podemos ignorar o passado para fazermos o futuro.

Londrina, "cidade menina", inovadora, esplendorosa, vigorosa, rebelde! A cidade tem um histórico de oposição e a sua população tornou-se extremamente crítica ao longo do tempo. Assim, o JL abriu espaço para todos falarem, "reproduziu o eco"! Mais uma demonstração da força que um povo possui quando tem voz e faz questão de exercer o seu direito de falar o que pensa e quer.

Parabéns, Londrina! Rumo ao centenário, faltam 24 anos!

Parabéns a Londrina e aos londrinenses!!!

















Foto de Íris Perfetto.

2 comentários:

Acorda Londrina disse...

Olá, como é seu e-mail ?
Dei uma procurada no seu blog, mas não encontrei...

Abração00o

Iris disse...

Marcel,
Que texto lindo. Acho que todo londrinense (aqueles nascidos mesmo, e aqueles por opção) sente orgulho de morar aqui.

Que começe a contagem rumo aos 100.